O programa Nova Mais da Cooperativa Agroindustrial Nova Produtiva,  reconheceu as lavouras que mais produziram na safra 2018/2019, encerrando a quinta etapa do programa.

Cerca de 150 pessoas participaram na última sexta-feira (26/04) da cerimônia de premiação do programa Nova Mais, nas dependências do Libanu’s Buffet em Astorga/PR.

O programa tem por objetivo difundir aos cooperados participantes, tecnologias para elevação da produtividade de suas áreas de soja e milho, através da aplicação e acompanhamento de técnicas difundidas pela Cooperativa Agroindustrial Nova Produtiva. Para participar, os cooperados devem inscrever uma área/talhão da sua propriedade com no mínimo 24,2 hectares. Nesta etapa participaram 73 cooperados atendidos pela Sede e Entrepostos.

A cerimônia foi conduzida pelo diretor vice-presidente Waldenir Romani, responsável pela coordenação técnica do programa, que também conta com diversos profissionais da área técnica da cooperativa. Romani explicou que a cada fechamento de safra é realizada uma comparação da média de produtividade dos participantes do programa, com a média de todos os cooperados da área de ação da cooperativa. “É fantástico o nível maior de produtividade dos participantes do programa. Hoje o Nova Mais está consolidado, se tornando uma competição saudável entre os agricultores inscritos”.

O diretor-presidente da Nova Produtiva, Tácito Octaviano Barduzzi Júnior posicionou o programa como uma referência na excelência em produtividade, oferecendo aos produtores rurais acesso às novas tecnologias para extraírem o máximo de resultados em suas lavouras. “Buscamos beneficiar todo o ciclo produtivo das culturas, desde a correção do solo até a colheita, para que a cultura possa expressar o máximo da sua capacidade produtiva e o agricultor ganhar mais”. – disse Barduzzi.

Para o gerente regional de vendas da Syngenta (sede Londrina), Rafael Manuel de Oliveira, a credibilidade do programa Nova Mais cumpre a proposta que é o aumento da produtividade na região. Oliveira apontou que mesmo com a seca no período da safra de soja 2018/2019, o rendimento foi superior em 22% perante as regiões que não implantaram o programa. Ele enalteceu a assistência proporcionada pela área técnica da Nova Produtiva, classificando como diferencial no rendimento da produção por hectare.

Os três primeiros colocados foram: 3º Lugar – João Sgorlon (Unidade de Sabáudia), representado pelo irmão Luiz Carlos Sgorlon, 2º Lugar – Tercílio Herek (Unidade de Sabáudia), e o campeão – Claudemir Donisete Facchini (Unidade de Ângulo). Cada ganhador foi contemplado com uma viagem a um resort em Foz do Iguaçu.

Após a premiação foi servido o jantar de confraternização.

Ainda este ano no mês de setembro, haverá a premiação do programa Nova Mais referente à cultura do milho.